Da dificuldade em lidar com a imbecilidade humana.

Já inicio esse post dizendo que não sou nenhum grande exemplo de simpatia e humildade. Mas relativizo minha idiotice orgânica, talvez natural a todo ser humano, com uma vontade latente de ser uma pessoa cada vez melhor. E quando digo cada vez melhor, não estou falando de nada material, sabe. O que quero dizer com isso é que quero ser alguém que tenha cada vez mais a capacidade de ser um exemplo de amor e tolerância em relação às pessoas com as quais convivo. Mas hoje, nesse exato momento, tenho que confessar que isso é muito difícil!

Por mais que a gente se esforce para ser tolerante, para dialogar todos, e fomentar debates que nos fazem crescer, tem muita gente que insiste em ir no sentido contrário das boas intenções e faz questão de ser mané! Tem gente que acha bonito olhar para os outros com cara de desprezo, de deboche… Tem gente que acha que se torna “mais foda” enquanto masca chiclete de boca aberta e te olha por cima dos óculos.

Aí vai a dica: tentar inferiorizar as pessoas não te engrandece, muito pelo contrário, te torna ainda pior! É aquela velha lição de moral das histórias adolescentes: chamar o outro de gordo não te faz magro, chamar o outro de burro não te faz esperto, e se você ainda acredita nisso, tadinho de você! Tadinho mesmo, porque, pasmem, ainda existem pessoas que se importam! Sim, e toda essa galera vai te achar ainda mais besta do que você é! O que te faz crescer é sentar a bunda na cadeira e estudar, e ter humildade para trocar com as pessoas o pouco que você sabe. Ser prepotente te ajuda sim, a deixar as pessoas com vontade de “arrastar sua cara no asfalto” como me disseram hoje! E isso não é legal! Ser sarado não é sinônimo de ser atraente! Você se torna atraente não quando puxa ferro, mas quando exercita um único músculo: o coração!

Fui!

(sei que o coração é um órgão, mas é um órgão revestido de músculo, licença poética, tá?! Não enche o saco!)

Anúncios

  6 comentários sobre “Da dificuldade em lidar com a imbecilidade humana.

  1. Vanessa Weiss
    setembro 21, 2013 às 11:03 pm

    Olá!
    Tudo bem?
    Quero um conselho seu.
    Faço estágio em um sítio que cuida de cavalos aposentados e também cavalos para competição de salto. É um sonho meu realizado. Adoro trabalhar e cuidar dos cavalos porém meu professor/chefe é uma pessoa irritante, que esta toda hora fazendo gracinha e mesmo passando do meu limite ele continua. As vezes respondo mas também tem vezes que ignoro. Acredito que seja por ser idoso e morar lá sozinho, então ele é uma pessoa carente. Mas não aguento mais, estou até pensando em sair de lá mesmo que esteja trabalhando onde gosto. E rezo pra que venha no mesmo dia que vou outro aluno assim ele não fica toda hora incomodando somente a mim.
    O que você me aconselha?
    Desde já agradeço.

    Curtir

    • Miraní Bertanha
      setembro 23, 2013 às 11:19 am

      Oi Vanessa,
      nossa, fico lisonjeada em poder tentar te ajudar. Bom, vamos lá. Por mais difícil que seja (e é) precisamos nesses casos tentar mudar o foco da situação, por exemplo. Ele é pentelho e chato, e isso te irrita, mas talvez se você começar a pensar o que o levou a ser uma pessoa assim, a solidão dele, o modo como ele vive, pode te ajudar a compreende-lo e daí, ao invés de saco cheio você passa a compreender o comportamento dele. O que para você é bom, pois pelo menos não ficará mais nervosa. Mas isso é um exercício constante, pois tem épocas que parece impossível a convivência, daí, de novo a gente tem que por na balança: o que é mais importante para você seu estágio ou o senhorzinho mala?
      O jeito é sempre pensar tentando ver as coisas sob um segundo ângulo, depois do impulso da raiva!
      espero ter ajudado!
      Boa semana!

      Miraní

      Curtir

  2. agosto 28, 2013 às 10:41 pm

    Muito boa a observação.

    Curtir

  3. abril 17, 2012 às 3:36 pm

    presissa de titulo nakele trab do bacon?

    Curtir

  4. abril 9, 2012 às 8:14 pm

    Nossaaaa!!!! Viva a imbecilidade humana! O mundo é feito dos espertos não é??? Os espertos inúteis que devem limitar sua estupidez humana, por que, pelo amor de Deus. Só entende quem passa por tais coisas. Como dizia Einstein, “Existem duas coisas infinitas, o Universo e a imbecilidade humana, mas eu não estou tão certo quanto a primeira”.

    Curtir

  5. março 29, 2012 às 8:10 pm

    Aqui não há necessidade de formalidade logo não te chamarei de professora. Posso não ser formado em letras, ou nem entender tanto da vida,talvez por que minha idade não permite que eu raciocine sobre tais coisas afinal é a época em que deveria estar fazendo bobagens (é oque dizem discordo disso totalmente). As pessoas fazem isso não só pra tentar se sentir superiores mais hoje por ser uma necessidade de muitos,é como comer,dormir ou acordar,não utilizam mais a lógica (se ainda pode ser denominada de tal maneira). Não pensam mais agem, por um impulso totalmente aleatório, sem base justificável pra atitude que têm em relação a muitas situações. Que nem você mesmo disse “tentar inferiorizar as pessoas não te engrandece, muito pelo contrário, te torna ainda pior!” , porém as pessoas não pensam dessa maneira (é muito mais fácil atirar uma pedra em uma parde e a estourá-la para demonstrar que tem força, do que simplesmente usar da mesma habilidade para algo útil). Creio que você entendeu a frase anterior,mas se não há entendeu irei explicar,é mais fácil a pessoa humilhar alguém para demonstrar que possui habilidade do que utiliza-la de maneira útil .Não importa o quanto você escreve um texto desse com consentimento as pessoas no mundo de hoje, no mundo em que vivemos, poucas irão ler,por que o resto nunca mais irá mudar.

    P.S : Perdoe-me pelos erros de Português,que devem estar em grande quantia.
    Obs: Só tem um garoto que usa este nome como apelido,só há um garoto que ignora a opinião alheia quando trata-se de escrever oque pensa, poise Huciel também lê textos.

    Curtir

O que você tem a dizer sobre isso? Fale mais...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: