Como emagreci e não engordei mais

Oiiii!

 

Viver no meio da ditadura da magreza não é fácil, o processo de auto aceitação é constante e temos que entender que seu sucesso passa pelo do auto conhecimento, a gente só se aceita quando se conhece. Assim como boa parte das mulheres, desde os 14 anos conto calorias, já fiz as mais variadas dietas e nunca me aceitei. Sempre me achei feia, incapaz e gorda, como se isso fosse realmente um defeito.
Acontece que no meio de 2015 resolvi que dessa vez atingiria os tão sonhados 57kg, tenho 1.68 e vale destacar que sempre fui corpuda, o típico corpo brasileiro! Sempre odiei ter quadril largo e coxa grossa, queria ter pernas de sabiá. Hoje, no auge dos 32 anos, praticando ioga, buscando a espiritualização e o auto conhecimento consigo dizer que um corpo magro é só um corpo magro, que isso não diz nada sobre quem realmente somos.

Com 68kg

Eita, que papo doido é esse? Se estou defendendo que ser magro é perfumaria por que então resolvi compartilhar a minha experiência? Para contar o que mudou em mim nesse processo todo, que diga-se de passagem foi longo. Comecei em julho de 2015 com 68kg e em abril de 2016 cheguei aos 59.6 (fotinha abaixo do momento histórico!), enfim saía da casa dos 60, por muito tempo não acreditei que isso aquilo era real. O que acontece é que mais que o peso na balança o que mudou foi o estilo de vida. Hoje me mantenho magra porque aprendi que meu corpo é a ferramenta que tenho para atuar nessa vida e cumprir o papel que tenho por aqui! E se ele é o que temos de mais importante, precisamos cuidar dele com muito amor, como uma forma de agradecer pela vida. Compreender isso foi a chave para o caminho para o amor próprio. Cuidar-se é o nosso mais íntimo sinal de gratidão. Busco seguir o pensamento de Hipócrates, pai da medicina, que diz: Que seu alimento seja seu remédio.


Comecei essa jornada com ajuda de uma nutróloga, que foi me ensinando a comer direito. A primeira providência foi me mandar comer arroz e feijão todos os dias e jantar, menos que no almoço mas comer comida de verdade! Eu não comia arroz por medo de engordar! Chega de pacotes! Mas não tenha pressa! Vá cortando aos poucos, reveja seus conceitos, não se prive de um sorvete ou de um capuccino cheio de chocolate, mas tenha o propósito de fazer isso entre uma e duas vezes no mês, não pela balança, mas pelo cuidado com o que você oferece ao seu corpo.

Vegetariana há 10 anos, sempre fiz a linha natureba, mas quando começamos a marcar data para cada coisa não saudável é que a gente percebe quanta bobagem colocamos para dentro sem nos darmos conta.

No início de 2017 fui em outra nutróloga, linda, maravilhosa que segue a linha da medicina interativa: corpo, mente e espírito e ela me fez entender que para envelhecermos com qualidade precisamos nos exercitar para proteger os ossos e articulações, depois disso a percepção sobre atividades físicas mudou. Já estava praticando ioga desde outubro de 2016 (sonho antigo!) e após 2:40h de consulta com a Tássia comecei a fazer treinamento funcional.


O mais importante nesse processo todo é aprender a ler rótulos, germinar alimentos, buscar receitas práticas e 100% naturais que dão para congelar. Cortei o açúcar e o leite (e seus derivados) da minha cozinha, (como na rua, adoro um capuccino! <3), descobri que detesto refrigerante e que dois pedaços de pizza uma vez no mês são suficientes para, inclusive, me dar dor de barriga! E tudo isso foi acontecendo de modo muito tranquilo. Ser magra hoje, para mim, é apenas uma consequência do estilo de vida.

Atualmente, com 58Kg e Évelin Rexona sempre por perto! ❤

Então o que mudou mesmo foi a minha cabeça e meu sentimento em relação à comida, por isso achei importante vir aqui contar minha história de emagrecimento. E dizer que vale a pena essa empreitada rumo ao auto conhecimento. Espero que Hipócrates te inspire também, que seu alimento seja seu remédio!

Namastê! ❤

 

Ps: a cabeça demora para perceber que sua forma física mudou, depois de mais de um ano que parei de emagrecer é que consigo me ver magra. Coisa doida que é o ser humano…

Anúncios

  5 comentários sobre “Como emagreci e não engordei mais

  1. Ana
    novembro 12, 2017 às 8:53 pm

    Parabéns pela determinação! 👏👏👏 um dia vou conseguir também! 😊

    Curtir

  2. Luana barbosa
    setembro 29, 2017 às 9:14 pm

    Amore amei essa colcha de ideias!!! Muito sua cara, Inteligente e Criativa. Parabéns pela iniciativa e que possa contribuir com a mudança positiva de várias pessoas, ou pelo menos levá-las à reflexão e a informação. Deus abençoe 🙌😘❤️👏 Bjao

    Curtir

O que você tem a dizer sobre isso? Fale mais...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: