Review: Middle of everywhere

Oiiii!

 

Um pouco atrasada do prometido, eu sei, mas explico: meu toca CD estragou! Minha gente, depois de 20 anos meu rádio foi para a revisão. Sim, ele é contemporâneo ao Hanson (por motivos óbvios). Oremos para que ele fique bem! Na caixa de som tem um adesivo do Hanson de 1998, acreditam?? Hhuahauhuahuahu!!

Pois é, dada essa questão, ouvi Ad eternun pela Apple Music mesmo, mas não sei porque as músicas do Middle of Nowhere não baixaram. (lágrimas de desespero!!). Mandei mensagem na Hnet, vamos esperar. Felizmente consegui ouvir o primeiro CD antes do meu som ir pro médico, mas foi só uma vez, depois o trem desandou!

Vamos às considerações:

O Middle of everywherethe greatest hits, é composto por dois discos,  o primeiro começa com I was born, seguida de MMMBop e os principais hits do Middle of nowhere, This time around e Underneth. No disco dois temos os hits de The Walk, Shout it out e Anthem.

Deu para perceber que a seleção foi feita por ordem cronológica, né? Seria até por ordem de lançamento se This time around não estivesse antes de If only. As versões das músicas são remasterizadas, sim, desde as vozes de esquilo até as de hoje. A única que me chamou atenção foi A song to sing, que veio em versão ao vivo. As demais são de estúdio.


Os CDS vêm naquela embalagem tradicional, e relativamente frágeis. Ele abre pelo canto externo, como dá para ver na foto. É tudo meio fino, dá medo de quebrar. Sobre a capa como um todo, no verso tem uma foto, se não me engano de Live from Albartene, que não tem nenhuma música na seleção, ela está no encarte de LFA, mas tem toda cara (se não for dele é de Tulsa, Tokyo & Middle of nowhere). More than anything, Ever lonely, ou então a lindíssima River poderiam ter entrado… Por fim, a contra capa do álbum está direto no papel, não tem nada protegendo a foto, o que achei zoado.

Falando do encarte:

 A arte está legal, bem feita seguindo com a cartela de cores tradicional da banda, e tals. Me senti estranha de fotografar o Taylor fotografando. Quanto ao padrão, dá para ver que o orçamento foi modesto, pois tem apenas 3 folhas! Sim, seis páginas fora a capa e contra capa. Por ser um álbum comemorativo esperava mais.

A primeira página é com uma foto deles babies, a do meio é dos créditos da produção, música por música, e a última é do Shout it out. As fotos mais recentes são a oficial da turnê (capa) e a de I was born contra capa). Se para organizar o tracklist eles foram fieis à linha do tempo, na hora do encarte acho que foi meio na louca. Senti falta de uma organização mais caprichada! (toc manda beijos!)

 

A qualidade da edição e da remasterização, não posso opinar muito por não entender de técnica musical, mas para mim está muito bom, som limpinho, gostoso de ouvir, o tempo entre as músicas está bom. Como veio em ordem cronológica não tem aquela alternância entre músicas animadas e deprês. A qualidade do áudio de uma música para a outra se mantém, não tem aquela de acabar uma música de um jeito e vir outra de outro, seguem sempre a mesma altura média e com a mesma qualidade, sem ruídos, sons muito agudos (apesar da voz do Taylor ser agudinha) ou sons abafados. Tudo serelepemente lindo! Em matéria de edição, eles são muito caprichosos (toc respira aliviado!).

Em suma:

Achei a seleção boa, tem os principais hits e alguns extras. Mas pensando em um resgate completo, achei que ficou mal distribuído, de Shout it out tem apenas duas músicas: Thinking ‘bout something’ e Give a Little ao passo que The walk, que foi o álbum menos bombado, tem cinco. Georgia entrou na lista, sei não, mas me pareceu uma re-declaração de amor para a Natalie e a Kate, sei lá, essa música para mim é um hino de amor deles para as duas. Por fim, apesar das 26 músicas, penso que faltaram algumas icônicas, como Man from Milwalkee, Runaway run, You can’t stop us, And I waited e Scream and be free. Até In the city, ficou de fora. Também podia ter umas dos EPs como por exemplo Best of times ou então Rollercoaster love. Senti falta de uma pegada mais rocker. A seleção seguiu uma linha mais melódica. Pelo menos tem Broken Angel!

Segue tracklist:

Disco 01:

1    I Was Born
2    Mmmbop
3    Where’s The Love
4    I Will Come To You
5    Weird
6    A Minute Without You
7    This Time Around
8    If Only
9    Save Me
10    A Song To Sing [live]
11    Penny And Me
12    Lost Without Each Other
13    Underneath
14    Strong Enough To Break
15    Broken Angel

Disco 02:

01   Great Divide
02    Been There Before
03    Georgia
04    Go
05    Watch Over Me
06    Thinking ‘Bout Somethin’
07    Give A Little
08    Juliet
09    Get The Girl Back
10    Fired Up
11    Already Home

E aí, o que achou da resenha? E da seleção? Comentá aí!

 

Obrigada por acompanhar o Colcha, namastê! ❤

 

PS: dia 22 está aí!

Anúncios

O que você tem a dizer sobre isso? Fale mais...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: