Americo’s Bar em Ribeirão Preto

Oiiii!

Deixa a tia contar uma historinha hoje? Foi assim. Sábado passado tive aula o dia todo e depois fui com uma amiga fazer um happy hour no Americo’s Bar em Ribeirão Preto. Lugar super bombadinho, cheio de gente moderna, descolada, totalmente plugada! Tinha tudo para dar certo, né? Mas deu muito ruim! Nossa Senhora dos Bons Negócios que os proteja, porque se depender do tratamento que eles dão aos clientes, olha… uma hora a coisa vai desandar.

Vamos contar qual foi a do rolê. Chegamos, minha amiga e eu e fomos colocar nosso nome na lista, ouvimos um “olha, posso até colocar, mas vai demorar, tem sete pessoas na frente e ainda não chamamos ninguém”. Ok, coloca nosso nome e vamos tomando uma pela calçada mesmo. Depois de uma hora a moça chegou meio que já impondo uma mesa lá dentro num tom de “se vocês não quiserem essa, vão para o fim da fila”. Na hora que tudo está acontecendo a gente não racionaliza, só depois que percebemos essas coisas. OK de novo, bora lá. Sentamos. Depois de uns 10 minutos ligaram um ar condicionado siberiano cujo jato caia direto na nossa cabeça. Previnida que sou, tirei meu casaquinho da bolsa, mas já comecei a sentir o peito fechar, tenho bronquite. Mas minha amiga começou a sentir muito frio, e aí é que a coisa começou a desandar!

Primeiro ela pediu para virar o ar para cima, e nada, na segunda vez que ela reclamou o garçom virou e falou que não podia mudar o bar por nossa causa, mas ia ver o que podia fazer. Isso mesmo. Em um tom bem grosso. Olha, quando digo que classe média sofre, é disso que estou falando. Pode até parecer mimimi, mas mano, não se trata as pessoas desse jeito, é feio! Passado mais uns 10 minutos com aquele ar na nossa fuça minha amiga puxou nossa mesa uns 50 centímetros para trás, não mudou muita coisa, demos uma conferida em volta para verificar se todos ao redor conseguiriam circular em paz. Tudo ok, sentamos.

Mano do céu! Foi a conta de sentar e vieram três funcionários em pânico para cima da gente, causando o maior tumulto. Se até aquela hora ninguém tinha nos notado ali, podemos dizer que a coisa mudou! “Vocês têm que voltar para lá!”, “vocês não podem mudar o desenho do bar”, “a gente não pode mudar o bar por causa de vocês!” era o que eles diziam. Eu sou muito paz e amor, calmamente olhei pro garçom e expliquei que justamente por não sermos o centro do mundo e sabermos que o ar deveria permanecer ligado a gente deu uma afastada. “Olha, moço, não está atrapalhando ninguém, todos podem circular! Ninguém está preso e os corredores estão livres. Eu tenho bronquite, moço, não posso ficar ali, sei que o bar não tem nada com minha saúde, mas não é para tanto!”. “Não moça, se vocês não voltarem a mesa vou chamar o gerente”. Pode chamar, explico para ele. Sério, enquanto tudo isso rolava passei os olhos ao redor, todo mundo olhando para a gente. 

Chegou o gerente, dando de dedo, repetindo as mesmas frases acima com um adendo: “Vocês estão atrapalhando todo o bar!”. Olhou para o garçom e disse: “A hora que desocupar uma mesa vocês mudam elas, mas enquanto isso vocês tem que voltar”. Gente, tudo isso por causa de 50 centímetros! Nisso minha amiga falou: a gente já está indo embora. E eu completei: para não voltar mais, com esse tratamento! O gerente olhou na minha cara e disse: TÁ BOM. Cara, ele disse “tá bom”!!! E não para por aí: a conta chegou! Fomos sutilmente expulsas do bar porque afastamos nossa mesa 50 centímetros! A gente já estava indo embora, assim que terminássemos a cerveja que tínhamos acabado de pedir antes desse auê todo começar!

Cara, serião, não se trata ninguém desse jeito, especialmente se é seu cliente! Que diferença fazia?? A pergunta que não me sai da mente: se eles quisessem colocar mais umas mesas no bar, eles colocariam, independente do desenho, certo? Eu nunca tinha passado por uma situação dessas!

Foi ridículo, foi chato, foi completamente desnecessário. E só por isso resolvi fazer esse post.

Se um dia você for tomar uma breja em um agradável fim de tarde em Ribeirão Preto, tem N bares incríveis que certamente isso não aconteceria! Vou até fazer um post com os top 5!

Comenta aí se você já passou por uma situação constrangedora no rolê!

Um beijo, obrigada por acompanhar o Colcha e até sexta!

Namastê ❤

 

Anúncios

  2 comentários sobre “Americo’s Bar em Ribeirão Preto

  1. Josiane
    dezembro 5, 2017 às 7:03 am

    Tive uma situação super desagradável la no mesmo bar. Funcionários sem educação o gerente então por algum momento achei ate que fosse agredir minha amiga fisicamente pq verbalmente as merdas que ele poderia fala e falou.. não recomendo nao indico e não vou mais.. Américo não me pega mais 😘

    Curtir

    • dezembro 5, 2017 às 7:19 am

      Oiiii Josiane, nossa, menina, que chato, né? Pelo visto então essa é a política deles? Ainda bem que Ribeirão tem muitos barzinhos legais, né? Um beijo e obrigada pela visita! Volte sempre!😘

      Curtir

O que você tem a dizer sobre isso? Fale mais...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: